terça-feira, 7 de novembro de 2006

[Cidadania]: A canoa

Num rio de difícil travessia havia um barqueiro que atravessava as pessoas de uma margem para a outra. Certo dia transportou um advogado e uma professora.
Como quem gosta de falar muito, o advogado perguntou ao barqueiro:
- Companheiro, você sabe alguma coisa de leis?
- Não. - respondeu o barqueiro.
- É pena, você perdeu metade da vida! - disse o advogado compadecido...
A professora, que queria também fazer parte da conversa, perguntou:
- Sr. Barqueiro, mas você sabe ao menos ler e escrever?
- Também não... - respondeu o barqueiro.
- Que pena! - afirmou a professora - Você perdeu mesmo metade da vida!
Nisto chegou uma onda que virou a canoa e o barqueiro preocupado perguntou:
- Vocês sabem nada?
- Não! - responderam prontamente o advogado e a professora.
- Então é uma pena... vocês vão perder TODA a vida!
"Não há saber mais ou saber menos: há saberes diferentes! Valorize todas as pessoas com as quais contacta. Cada uma delas tem algo diferente para lhe ensinar..."
(Paulo Freire, adaptado)

1 comentário:

sizandro disse...

Proponho uma vaquinha para se oferecer à Maria de Lurdes neste Natal um livrinho do Paulo Freire. Podia ser que se ela lesse boa literatura em vez dos relatórios dos gabinetes de comunicação e marketing sociológico, percebesse o que está a fazer ao ensino. Porque pior do que fazer mal, é nem sequer ter a noção daquilo que se faz.
Estes e outros desabafos no meu novo e modesto blog: http://escolaescola.blogspot.com/